Brasil/ Guaratinguetá

  • Musicandtherapies

AGENDE

AQUI

Piano

Pianoforte, Klavier, piano...

 

A história do piano começa em Itália. O piano foi inventado por Bartolomeo Cristofori em Florença. Segundo uma pesquisa feita pelos empregados da Cristofori‘s, a família Medici, um dos primeiros pianos foi feito por volta do ano 1700.

 

Os primeiros instrumentos de Crosofori eram feitos com cordas finas e eram muito mais silenciosos que o piano moderno. No entanto, em comparação com o clavicordio (o único instrumento de teclas anterior capaz de nuances dinâmicas) o som era consideravelmente mais alto, com um grande sustain.

O novo instrumento de Crosofori manteve-se relativamente desconhecido até que um escritor Italiano,Scipione Maffei, escreveu um artigo entusiástico sobre ele (1711), incluindo o diagrama do mecanismo. Este artigo foi amplamente distribuído, e a maioria das seguintes gerações de construtores de pianos começaram o seu trabalho devido a o terem lido.

A conceção de pianos floresceu no fim do século XVIII no trabalho da escola Vienense, Que incluía JohannAndreas Stein (que trabalhou em Augsburgo, Alemanha) e os construtores Vienenses Nannette Stein (filha deJohann Andreas) e Anton Walter. Os pianos Vienenses eram feitos com armações de madeira, duas cordas por nota, e martelos cobertos com couro. Foi em instrumentos destes que Mozart compôs os seus concertos e sonatas, e réplicas deles são construídas hoje em dia para usar com desempenho autêntico.

O termo piano-forte é nos dias de hoje muito usado para distinguir o dos pianos do século XVIII dos de mais tarde.

 O desenvolvimento do piano moderno:

Durante um grande período na história do piano, de 1790 a 1890, a era do piano-Mozart sofreu grandes alterações que conduziram à forma moderna do instrumento. Esta evolução deveu-se à consistente preferência dos compositores e pianistas por um som de piano mais poderoso e com mais sustain. A firma de Broadwood que enviou pianos para ambos, Haydn e Beethoven, foi a primeira firma a construir pianos com mais de cinco oitavas.

Por volta de 1820, o centro da inovação mudou para a firma Érard de Paris, que construiu pianos usados porChopin e Liszt. Em 1821. Sébastien Érard inventou a ação de duplo escapamento, que permitia que uma nota fosse repetida mesmo que a tecla não voltasse à sua posição inicial completamente.

Tipos de piano:

Os pianos modernos vêm com duas configurações básicas e vários tamanhos, o piano de cauda e o piano vertical.

Os pianos de cauda têm a sua armação e cordas na horizontal, com as cordas estendidas para lá do teclado. Isto evita os problemas inerentes num piano vertical, mas ocupa muito espaço e precisa de uma divisão grande. 

Pianos verticais, são mais compactos devido à armação e às cordas serem dispostas verticalmente, estendendo-se em ambas as direções do teclado e dos martelos.

Grandes compositores e regentes eram pianistas e até hoje o piano é conhecido como um instrumento fundamental em várias práticas e o mais didático.

Referência: Encontrado em <http://www.academiamusical.com.pt/tutoriais/historia-do-piano/

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now